sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Veredas da Arte

Por uma nova era...


A Cidade da Praia parece definitivamente ter superado o desalento da ausência de eventos culturais. Em 2010 produções  de  diferentes áreas foram se sucedendo...que nos anos que vêm pela frente essa dinâmica se intensifica, se diverisfica e se enriquece, independentemente de haver ou não políticas públicas para o sector. Que sejam os produtores e os fuidores das artes e da cultura em geral os motores de um "novo momento" na história deste país. Se os "políticos" preferem instalar-se confortavelmente na ignorância (entenda-se burrice)  a respeito do verdadeiro papel da cultura na vida e na evolução desta sociedade "que o diabo os carregue"!

...ontem fomos conferir o lançamento do primeiro livro do Abrão Vicente, tendo como pano de fundo o sorriso bricalhão do Princezito e a leitura teatralizada de trechos do "Trampolim" pela voz de homens e mulheres. Não faltou uma taça de um bom tinto, é claro. O pouco que  ouvi e dos extractos que li  nasceu uma grande empatia, a priori, com essa obra. Há muito que a produção literária cabo-verdiana reclama por novos rumos, por criações na verdadeira acepção da palavra. A mim me tem aborrecido o status quo, a monotonia que se vai verificando na nossa prosa e   poesia. Precisamos de um Raduan Nassar e de um Carlos Drummond de Andrade para nós. Criadores que rompam com um ciclo que foi bom e enriquecedor mas, que já cumpriu o seu papel social. Arte é inovação, é a criação de novas formas, é ruptura.

Apesar da humildade com que Abrão Vicente encara o seu "Trampolim" faço votos que seja ele o nosso Raduan Nassar e, se não for, que seja o catalizador de uma "nova era" na nossa produção literária. Que o "Trampolim" cumpra seu papel de catapultar o autor para outras altitudes (de criatividade) e que sirva de estímulo para estilhaçar a timidez de criadores em potencial, que estão por aí ocultos na multidão. Para o Abrão que esse primeiro seja o primeiro de muitos...

OL

Veredas da Arte

Mon na Roda...vale a pena conferir

De preferência motivados pelo prazer da fuição artística...