quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O PACTO CIVILIZATÓRIO




"...se, então, se pudesse tomar a mulher que se quisesse como objecto sexual; se fosse possível matar sem hesitação o rival ao amor dela ou qualquer pessoa que se colocasse no caminho, e se, também, se pudesse levar consigo qualquer dos pertences de outro homem sem pedir licença-, quão esplêndida, que sucessão de satisfações seria a vida! É verdade que logo nos deparamos com a primeira dificuldade: todos os outros têm exactamente o mesmo desejo que eu (...). Assim, na realidade, só uma única pessoa poderia se tornar irrestritamente feliz(...)."
Sigmund Freud em 'O futuro de uma ilusão'

Sem comentários: