quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Veredas da Poesia



A contra-face do olhar

plena ciência
da inconsútil beleza
têm a moça e o espelho!

o que o homem
desconhece
é que numa noite de luar
(em mar aberto)
onde se contempla
mais o pensamento
que a paisagem
nasceu uma lágrima!
OL

Sem comentários: